O que são Doenças Infecciosas e Parasitárias?

Infecção é a penetração, multiplicação e / ou desenvolvimento de um agente infeccioso em determinado hospedeiro; doenças infecciosas são as consequências das lesões causadas pelo agente e pela resposta do organismo, manifestada por sintomas, sinais e por alterações físicas e laboratoriais.

Quando o agente infeccioso penetra, multiplica-se no hospedeiro, várias podem ser as manifestações:

  • Manifestações clínicas pequenas ou pouco perceptíveis, chamadas de infecções subclínicas, inaparentes ou oligossintomáticas (DOENÇAS SILENCIOSAS).
  • Outras vezes, porém, por ação mais agressiva, por toxinas ou por reação inflamatória, ocorre a destruição dos tecidos, levando a manifestações clínicas e patológicas rápidas e intensas, caracterizando as doenças infecciosas sintomáticas.

As doenças infecciosas e parasitárias podem ser causadas pelos seguintes mecanismos: invasão e destruição dos tecidos por ação direta ou pela inflamação provocada pelo microrganismo, ou ainda pela ação de substâncias e toxinas produzidas pelos germes infectantes ou parasitos. Isso pode causar danos locais e / ou à distância; podendo levar ainda a reações auto imunológicas (O corpo produzindo defesas que acabam atacando o próprio corpo).

Qualquer pessoa que apresente mal estar prolongado deve ser avaliada. O infectologista é o especialista mais indicado, devido ao amplo conhecimento das infecções: suas causas, sintomas e manifestações e por saber diferenciar as infecções de outras doenças, não infecciosas que se confundem, por terem os mesmos sintomas ou sintomas parecidos.

infecções

Os principais sinais e sintomas que indicam problemas do organismo e que precisam ser avaliados são:

  • Febre Persistente, mesmo que seja febre baixa, ou febre intermitente (que se repete).

A febre acontece quando alguma coisa está irritando ou agredindo o organismo. Como mecanismo de defesa, o corpo libera substâncias (interleucinas) que fazem a temperatura aumentar, com a intensão de destruir as substâncias tóxicas e os possíveis invasores, numa tentativa de se proteger e destruir o possível invasor.

 

  • Mal Estar e Cansaço Contínuo, com perda da capacidade de executar ou executar com dificuldades as atividades diárias, como: trabalhar, estudar e praticar atividades físicas. Estes sintomas indicam que o organismo está perdendo suas forças, podendo indicar uma infecção silenciosa ou outras doenças que estão consumindo o organismo, como diabetes, doenças autoimunes, metabólicas ou tumorais.

 

  • Perda de Peso, sem que haja a intensão de emagrecer. Outro indicativo de que alguma coisa está “roubando” os nutrientes do corpo ou fazendo com que o organismo esteja trabalhando mais do que o normal, caracterizando um processo de consumpção, isto é, o corpo está perdendo suas reservas nutricionais. As principais causas são infecções (principais), doenças autoimunes, metabólicas ou tumorais.

 

  • Presença de Gânglios Palpáveis (ínguas) – O sistema linfático é responsável pela defesa do organismo, protegendo e destruindo agentes infeciosos, toxinas e células tumorais. A presença de “gânglios” aumentados significa que o organismo está brigando com algum tipo de agente agressor, que podem ser infecções, alergias, intoxicações ou até mesmo canceres.

 

  • Dor de Garganta.  A orofaringe é a principal porta de entrada dos agentes infeciosos; por isso a inflamação das amigdalas (que também é um gânglio), ardor e dor para engolir são muito frequentes. A maioria destas infecções são causadas por vírus, devendo ser tratadas sem o uso de antibióticos; que além não agirem sobre estes microrganismos, aumentam a possibilidade da ocorrência de uma infecção bacteriana mais grave, uma vez que a garganta, por estar inflamada pela ação do vírus, acaba estando exposta  a ação das bactérias. Devemos lembrar que muitas bactérias presentes no nosso corpo são na verdade, bactérias do bem, isto é, protegem o nosso organismo das bactérias causadoras de doenças. Quando usamos antibióticos em excesso ou sem indicação correta, matamos estas bactérias protetoras, abrindo caminho para a invasão das bactérias causadoras de doença.

 

Leia Também: [  O que faz uma Clínica de Curativos ]

 

  • Diarréia Recorrente – Diarreias que se repetem ou que persistem devem ser avaliadas, podendo significar um processo infeccioso, alergias ou intolerâncias alimentares ou ainda processos inflamatórios intestinais. Usar remédios para cortar a diarreia, sem indicação médica precisa, pode acarretar a absorção de toxinas e agravamento do estado geral, além de retardar o diagnóstico de doenças mais graves (salmonelose, HIV, colites autoimunes, entre outros).

 

  • Aumento de Fígado e ou do Baço – estes são órgãos importantes, atuando como os depuradores do organismo. Qualquer situação que produza toxinas, células mortas em grande quantidade, como ocorre nas infecções levam ao aumento destes órgãos. Situação clínica que requer avaliação clínica especializada e conduta assertiva.

 

Procure sempre a avaliação médica especializada e evite a automedicação.

Fique atento. O diagnóstico e o tratamento precoce diminuem os riscos de complicações e favorecem a recuperação. Viva com saúde.

Posts Relacionados